Praia e piscina podem causar otite externa

Com a chegada do verão e as temperaturas altas registradas nas últimas semanas, as pessoas têm buscado cada vez mais o refresco das praias e piscinas. Entretanto, para que esses momentos de diversão não acarretem problemas de saúde, como a otite externa, é importante tomar algumas precauções.

“A otite externa, popularmente conhecida como otite do nadador, é uma infecção do canal do ouvido externo causada por bactérias comuns ou fungos que se acumulam nessa região”, explica a médica otorrinolaringologista Clarice Saba.

De acordo com a especialista, ficar muito tempo dentro da água, seja praia ou piscina, pode criar condições propícias para o surgimento dessas colônias por conta da umidade. “A água acaba retirando a proteção natural da pele, que é a responsável por proteger o canal auditivo”, acrescenta a médica.

O resultado é muita dor, coceira, sensação de ouvido tapado, secreção, podendo ocorrer também inchaço, vermelhidão e febre. Nesses casos, o recomendado é procurar imediatamente um médico otorrinolaringologista para fazer a avaliação e indicar o tratamento adequado.

 

Você também pode se interessar pelas matérias abaixo:

Dores de ouvido: como evitar

O que fazer com a otite

 

Para que serve a audiometria?
Feliz Ano Novo
The following two tabs change content below.

Juliana Tavares

Juliana Tavares é jornalista, empreendedora, editora de conteúdo e diretora de atendimento da j2 Comunicação. É, ainda, colaboradora da Eaxdesign, em portais de negócios, comportamento, inclusão social e turismo.

Últimos artigos por Juliana Tavares (Ver todos)

 
 

Sobre nós


O portal Deficiência Auditiva foi idealizado por uma equipe de profissionais preocupada em alertar a população sobre aspectos relacionados à deficiência auditiva.

Nossas Rede Sociais